Logo
2/2 GT

Situação Operacional: ATIVO

2º/2º GT - "Corsário"
Segundo Esquadrão do Segundo Grupo de Transporte

 

Histórico

O Segundo Esquadrão do Segundo Grupo de Transporte, o Esquadrão Corsário, foi criado pela Portaria nº 008/GM3, de 18 de janeiro de 1968, na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, para operar os quadrimotores Douglas C-118 Liftmaster da Força Aérea Brasileira. No dia 22 de abril, o Esquadrão Corsário iniciou suas atividades, servindo principalmente ao Correio Aéreo Nacional (CAN) em suas linhas nacionais e internacionais e provendo apoio ao Projeto Rondon.

Com a desativação dos Douglas C-118 Liftmaster em 1975, o Esquadrão Corsário recebeu seis BAe (Hawker Siddeley/Avro) C-91A Avro, equipados com motores turbo-hélice. Em abril de 1978 os C-91A foram entregues ao Esquadrão Condor e em seu lugar passaram a operar os Embraer C-95A Bandeirante, de fabricação nacional.

Entre os anos de 1986 e 1987 o Esquadrão Corsário recebeu quatro Boeing 707-320, designados KC-137 na FAB, equipados com quatro motores a jato e grande capacidade de carga, possibilitando a ampliação de suas atividades. As quatro aeronaves pertenceram à empresa aérea VARIG e foram modificados na Boeing Military Company, em Wichita (Kansas - USA) para atuarem como aviões de reabastecimento em vôo (REVO), transporte aéreo logístico e transporte especial. Os quatro aviões receberam os números de série FAB-2401, FAB-2402, FAB-2403 e FAB-2404, com a conversão operacional dos pilotos e mecânicos realizada pela VARIG.

Nas missões REVO o Esquadrão Corsário realiza o apoio e reabastecimento dos caças da FAB em todo o território nacional e até no exterior, durante exercícios militares. Entre o dia 06 de julho de 1986 até a chegada do Airbus VC-1A no início de 2005, o Esquadrão Corsário realizou o transporte do Presidente da República em viagens oficiais ao exterior com o KC-137 FAB-2401, que teve o seu interior modificado para o padrão de transporte VIP, mas manteve a sua capacidade REVO. Atualmente, essa aeronave tem a missão principal de REVO e transporte de tropa, mas pode ser convertida novamente para o transporte VIP.

O 2º/2º GT está subordinado à Quinta Força Aérea (V FAe) e realiza missões de reabastecimento em vôo, transporte de tropa e de carga, além da formação e adestramento das suas equipagens operacionais e equipes de manutenção, capacitando-as ao emprego em combate.

O seu lema: Multiplicando a Força!

Fonte: SPOTTER / CECOMSAER

 

Combate FABv

Banner
Banner
Banner

Parceiros

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

TS Server